Artigos

Artigo: Boatos e insinuações mendazes

Por Rodrigo Santiago

Correm à boca miúda boatos e insinuações mendazes, sorrateiros e desleais, à socapa da luz do dia, desprovidos de qualquer espeque em evidências ou provas materiais, dando conta de que, supostamente, o SINDMED-AC teria tomado partido nas últimas eleições ao CRM-AC.

Tais ilações, ademais de serem inverdades, revelam, da parte dos que delas se valem, um completo desconhecimento e ignorância acerca do Estatuto que rege a conduta ética que deve nortear a práxis daqueles que ocupam cargos diretivos sindicais, vez que estes devem zelar em todas e quaisquer circunstâncias pela defesa, luta e proteção de toda a categoria uniformemente, sem fazer distinções de espécie alguma, seja quanto à especialidade médica, ao local de trabalho e vínculo, à idade, ao gênero, às posições político-ideológicas, religiosas, enfim, à chapa à qual cada colega circunstancialmente resolveu aderir para disputar o aludido certame!

Parece que alguns cultivam sinistramente um mórbido interesse em promover divisões dentro da categoria, que em nada agregam e que se distanciam do movimento que tem sido adotado mutuamente tanto pelo SINDMED quanto pelo CRM nos últimos anos no sentido de se aproximarem e se unirem na medida máxima do possível, preservando as atribuições específicas de cada qual, em prol da defesa dos interesses da população e da categoria médica.

O foco de nossas atenções não é o clero, seja alto ou baixo, mas unicamente o médico e a medicina.

Discursos assim somente causam inconsequentes dissensos, cizânias e discórdias no seio da categoria

Se alguém possui provas acerca de quaisquer posturas ou deliberações INSTITUCIONAIS do SINDMED que porventura vão de encontro ao estatuído em seus regramentos normativos que denuncie ou pelo menos exponha à clara luz do dia os fatos e os autores dos fatos, sob pena de cometerem, em tese, prevaricação, injúria e falta de coleguismo.

O SINDMED vem estreitando o seu relacionamento institucional ao longo dos últimos anos com o CRM e talvez isto possa ter servido de mote para uma totalmente descabida e distorcida interpretação de que agora o sindicato estivesse apoiando uma das chapas à eleição ao conselho de classe.

A diretoria do SINDMED, institucionalmente, reiterou em nota a sua mais absoluta isenção, imparcialidade e neutralidade, desejando sucesso no pleito a todas as chapas concorrentes, apostando que a democracia, lisura e ética possam conduzir-nos sempre ao caminho da união entre colegas e instituições em prol do aperfeiçoamento da ciência e arte que o médico estoicamente desempenha em seu dia a dia.

Rodrigo Santiago é médico, delegado nacional do Sindmed-AC, explorador das fronteiras do conhecimento humano e poeta.